Paulistano Puto

Sou

Um solitário paulistano

Como outro qualquer

 

Sou do subúrbio, morro acima

E aqui em cima não tem mané

 

Um comportado cidadão

Ressabiado com aquele fardado ralé

 

Todo cuidado é pouco

Menino já nasce soldado

Um modelo asfalto

 

Churrasco na laje, samba no prato,

pipa no alto, sem tempestade

 

Apresento-lhe o dono do mundo

Muito prazer, vossa majestade

 

O céu daqui é cinza,

Respirando a falsa pureza,

burguesa, por gentileza

 

Mas que negócio é esse? Mas que negócio é esse?

Puta jogo injusto!

(é por isso que eu fico puto)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s