Um aceno sincero aos blocos de São Paulo

Quarta-feira de cinzas. Vale sim, textão sobre o carnaval e o comportamento da cidade Há quem não goste de carnaval. Eu, não gosto. Mas o que eu não gosto, no carnaval? A globeleza, a transmissão ao vivo dos desfiles e os eternos shows de axé na Bahia que ganham cobertura total nos canais de TV. … Continue lendo Um aceno sincero aos blocos de São Paulo

Como (se) identificar (como) um coxinha

Desde as eleições de 2014, duas frentes políticas populares e superficiais se destacaram: Os "coxinhas" e os "petralhas". O assunto parece velho, mas ainda movimenta discussões, gerando, ora ódio, ora ignorância, ora "amor", exceto, tolerância. Ambas as diretrizes são carregadas de preconceitos, julgamentos e cegueiras. E tem muita gente que veste a carapuça ou aponta … Continue lendo Como (se) identificar (como) um coxinha

“Carteirada”: a náusea silenciosa

 Uma das coisas tristes da nossa profissão (a de comunicador, mas em especial a de jornalista), é a famosa “carteirada”. Ela é muito comum em outras ocupações também, principalmente quando envolve leis. A “carteirada” é a mistura de vários aspectos psicológicos negativos (desafio qualquer pesquisador a me provar o contrário) na vida daquele que apela para … Continue lendo “Carteirada”: a náusea silenciosa

Ciclovias: as complexas veias abertas da cidade

Em dois dias de folga, peguei a bike e fui testar a cidade. É muito bom descobri-la montado numa magrela, além dos litros de suor expelido que faz a gente se sentir melhor. Ao selim, pude observar a cidade, seus defeitos (infinitos) e seus benefícios (diversos), que confundiam as paisagens expostas aos meus olhos. Logo, acumulei … Continue lendo Ciclovias: as complexas veias abertas da cidade

Adolescentes vulneráveis em questão

Há quem deseje penalizar quem não pode ou não deve assumir responsabilidades Moro há quase cinco meses a menos de duzentos metros da antiga FEBEM Tatuapé, onde hoje funciona, em mais da metade do terreno, o Parque Estadual do Belém, com pista de corrida, de ciclismo e equipamentos de alongamento e aeróbica. Em minhas corridas … Continue lendo Adolescentes vulneráveis em questão

O “eu” e o “meu meio” no discurso político contemporâneo

Meu Facebook é vermelho. É praticamente comunista. Em tempos do discurso do “eu” e “meu” (eu viajei, eu fiz, eu fui, eu tenho, meu gato, meu cachorro, meu filho, minha mãe), a sociedade que nos entorna é exatamente a que a gente escolhe. É um espaço construído por cada um, por cada internauta. Amigos são … Continue lendo O “eu” e o “meu meio” no discurso político contemporâneo

Política, religião e as lacunas da hipocrisia

Ele, kardecista-cristão, doutrinador, evangelizador de jovens e adultos, difusor da prática da caridade como instrumento da evolução humana. É personalidade marcante do centro espírita onde palestra e oferece "passes espirituais", espécie de tratamento pontual para a "limpeza da alma", o despertar da bondade, do amor ao próximo, da paciência e do otimismo. Um ser em … Continue lendo Política, religião e as lacunas da hipocrisia

13 erros da esquerda contemporânea

1 - Acreditar que o PT, atualmente, ainda é um partido de esquerda. É quase que uma crença infantil. O Partido dos Trabalhadores tem uma linda história de esquerdismo e resistência, porém, com o passar do tempo, ao atingir o seu objetivo (o poder), ou foi compelido a fechar alianças conservadoras e anti-progressistas, ou entregou mesmo … Continue lendo 13 erros da esquerda contemporânea

Que papo é esse de seca?

Por Bruno Stankevicius Bassi “Todo homem luta com mais bravura pelos seus interesses que pelos seus direitos.” Napoleão Bonaparte Gostaria de começar minha contribuição ao Ser Urbano com esta singela reflexão sobre o estado semi-apocalíptico no qual a cidade de São Paulo foi subitamente imersa, com o perdão do trocadilho. A terceira geração dos direitos humanos … Continue lendo Que papo é esse de seca?

Breve história da água na década de 80 – na periferia

Então estamos todos engajados a criticar o governo atual pela má administração da água no estado de SP? É justo. Mas o que estamos passando hoje é só uma sequela, acredite. O problema só existe atualmente porque atingiu a chorosa classe média. Porque na quebrada, meu amigo, racionamento não é novidade. Nas décadas de 80 … Continue lendo Breve história da água na década de 80 – na periferia

Hannah Arendt e o julgamento líquido

Em 1962, Otto Adolf Eichmann,  alto oficial nazista, era julgado no tribunal de Israel por crimes contra a humanidade, dentre outras acusações. A audiência tomava uma proporção sensacionalista com precedentes de fúria, por parte do povo oprimido na época, em sua maioria, os judeus.   A imprensa do mundo todo ganhava cadeira cativa para acompanhar de perto … Continue lendo Hannah Arendt e o julgamento líquido